Home Data de criação : 08/12/26 Última atualização : 11/10/17 11:14 / 2566 Artigos publicados

RESTAURANDO A FÉ EM DEUS E A CONFIANÇA EM NOSSO CÔNJUGE  (Família) escrito em segunda 18 maio 2009 14:24

Romanos 10:10 e Heb 11:1


INTRODUÇÃO
Para que nossos casamentos estejam de acordo com o plano de Deus, devemos começar a ver as coisas tal como Ele as vê. Freqüentemente estamos longe daquilo que o Senhor tem estabelecido e precisamos nos abrir para que Ele coloque nossa vida e nosso cônjuge no centro de Sua vontade.
É a fé que nos sustenta enquanto Deus completa as mudanças necessárias. Devemos conhecer Suas promessas, para que a fé que produz vida se manifeste.
Os dois principais componentes da fé são o crer no coração e o confessar com a boca. Essa é a seqüência da fé em operação. Você crê primeiro, depois fala - "Eu cri, por isso, é que falei" (II Co 4:13); "...mas crer que se fará o que diz, assim será com ele" (Mc 11:23).
Há uma diferença entre fé e "obter o que você declara", ou "citar algo e reclamar a sua posse". Ser compelido a citar a Palavra sem crer no coração não é fé, não importa quantas vezes se repete o versículo. Muitas vezes as constantes repetições estão baseadas no medo e não na fé.
Às vezes essas constantes citações da Palavra são apenas uma tentativa de convencer aos outros, e não a si mesmo, da verdade de Deus na situação.
Hoje vamos receber de Deus a restauração da nossa fé, para enxergarmos o Seu plano perfeito para os nossos casamentos, e também receberemos a restauração da confiança em nossos cônjuges.

I - RESTAURANDO A NOSSA FÉ EM DEUS
A) OBTENDO A VISÃO DE DEUS
Quando Deus revela Sua vontade, devemos manter nossos olhos fixos na realidade da Sua Palavra e não nas circunstâncias naturais. Isto pode ser difícil porque temos sido treinados incorretamente pelo mundo. Temos sido ensinados que o real deve afetar os sentidos e ser realizado primeiramente no campo do natural. Caminhamos assim "...na vaidade dos nossos próprios pensamentos" - Ef 4:17.
Temos que aprender que o "real" é visto e realizado no espírito, antes de ser manifestado no plano natural. Para crer nas transformações de nosso cônjuge, casamento, filhos, devemos crer no que Deus disse a respeito deles, não importando o que as circunstâncias estejam dizendo.
Para poder vencer, temos que ver as coisas como Deus as vê. Ter a visão correta produz vida. Ele está esperando que nos alinhemos com a Sua vontade e concordemos com a sua visão. Precisamos ter, como o Senhor tem, essa visão de fé a respeito de cada pessoa e de cada situação. Quando concordamos com Deus e com Sua Palavra, fazemos cumprir a vontade dEle na terra.
O diabo deseja destruir cada pessoa e cada situação. Concordar com as circunstâncias (o que pode ser visto com os olhos naturais) é concordar com o inimigo (quando elas são contrárias à vontade de Deus). Assim como duvidar e não ter fé, é crer nas mentiras de Satanás.
A escolha sobre com quem iremos concordar é nossa. Precisamos buscar ao Senhor com relação à pessoa ou situação e pedir-lhe que nos dê Sua visão. Não numa busca egoísta e manipuladora: "Senhor, faça-os como eu quero que sejam...", mas uma procura sincera pela Sua vontade perfeita. Quando obtemos a visão de Deus, começamos a ver a situação ou pessoa como Ele as vê.

"Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Senhor, porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos" - Is 55:8-9

B) COMO TER NOSSA FÉ RESTAURADA
1) Citar a Palavra renova a mente
"...transformai-vos pela renovação da vossa mente..." - Rm 12:2

Declarar versículos específicos em relação a determinado assunto é fundamental. Isso não é uma repetição mecânica, mas citamos a Palavra para edificar a nossa fé. Essa repetição ainda não é a fé, mas uma renovação da nossa mente, pois a mente renovada pela verdade faz a Palavra cair no coração tornando-se fé.
Quando a escritura se torna real para nós, começamos a CRER que Deus deseja que sejamos abençoados. Podemos então proclamar a Palavra com fé.

2) A fé deve descansar em Deus e não em nossa própria capacidade "...para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria humana, e sim, no poder de Deus." - I Co 2:5

É o poder de Deus e não uma fórmula, que faz a fé funcionar. Devemos confessar o que o Senhor tem nos mostrado através da Sua Palavra como uma realidade no campo natural. Ver as promessas de Deus através de olhos da fé.
Visão de fé não significa ignorar as circunstâncias, mas sim vencê-las. Abraão enfrentou circunstâncias adversas (seus 100 anos de idade e a esterilidade de Sara), mas continuou crendo em Deus e em suas promessas (Rm 4:19-21).
Deus "chama à existência as coisas que não existem" (Rm 4:17), Ele não chama as coisas que são como se não fossem, por exemplo, quando estamos doentes. Dizer: "Não estou doente" é chamar algo que é como se não fosse, mas dizer: "Estou curado" é chamar algo que não é como se fosse.
A fé não ignora a realidade: ela crê que a Palavra de Deus é mais poderosa.

C) NOSSA RESPONSABILIDADE QUANDO CREMOS
Assim como o Senhor tem a responsabilidade de cumprir Sua Palavra, nós também temos a responsabilidade de permanecermos na fé. Devemos nós manter em comunhão com Deus para guardamos Suas palavras em nosso coração. Essa é uma das chaves para ficarmos firmes na fé. Ter mais tempo com o Senhor aumenta o nosso desejo de ver o cumprimento da Sua vontade e aumenta a nossa fé.
Outro aspecto importante é nos assegurarmos de que não há falta de perdão em nossos corações, e caso haja, dar o primeiro passo rumo ao perdão independente de ter sido ofendido ou ser o ofensor. Se continuarmos retendo o perdão será difícil ficar firme.
E por fim, talvez o mais importante a fim de nos firmarmos na fé, é que devemos estar seguros de que Deus nos ama. Todas as Suas promessas são para os Seus filhos, e se somos filhos, as promessas são para nós.
O amor do Senhor precisa ser inabalável em nós, pois uma vez seguros do Seu amor, podemos ficar firmes, crendo em Suas promessas, e cheios de esperança.

"Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nossos corações pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado." - Rm 5:5

II - RESTAURANDO A CONFIANÇA EM NOSSO CÔNJUGE
A
confiança é parceira da fé. A definição de confiança é "depender da integridade, justiça, etc., de uma pessoa, ou de alguma qualidade ou atributo de algo ou alguém".
Muitas vezes é quase impossível confiar nas pessoas, pois elas ferem, desapontam e machucam, e nosso cônjuge pode estar fazendo isso conosco, mais que os outros. A própria bíblia nos alerta em Jr 17:5: "maldito o homem que confia no homem".
A maioria dos casais começam o casamento confiando um no outro, mas a confiança pode ser perdida com o passar dos anos:
* deteriorada pelos desapontamentos e pelos fracassos repetidos;
* perdida por causa de adultério, abuso e abandono.

Quando a confiança se vai, começa a existir ciúmes, dúvida, medo e suspeita constante. A discórdia então traz confusão e todo obra de destruição do inimigo (Tg 3:16). Só existe uma maneira de restaurar a confiança no casamento. Quando ela está perdida ou deteriorada, devemos colocá-la em Deus e não em nosso cônjuge. 
Precisamos perdoar o pecado ou desapontamento que causou a queda da confiança e crer que Deus pode mudar as circunstâncias:
* Ele é maior do que o problema e é capaz de mudar nossos corações;
* Ele nunca falha;
* Ele está trabalhando naquilo que nos preocupe e Ele completará essa obra (Fp 1:6).

É necessário confiar em Deus para que se produzam as mudanças, e isso tira a pressão de ambos os cônjuges. Confiar que Ele vai trabalhar, libera o cônjuge para crescer, pois a confiança não está baseada na performance (desempenho), mas cada cônjuge é livre até mesmo para cometer erros, sabendo que o Senhor é maior que o problema.
A confiança, naturalmente falando, é impossível se o cônjuge não for digno de confiança. Mas Jesus pode reconstruí-la, se confiarmos em Deus e não em nós mesmos para obter os resultados.

CONCLUSÃO
O que a Palavra de Deus diz a respeito do nosso cônjuge é mais real do que as circunstâncias. Precisamos buscar na Palavra a visão que Deus tem dele, e não aceitarmos passivamente ou conformados as situações contrárias (Rm 12:2). 
É necessário então declarar a Palavra a favor do nosso cônjuge e crer naquilo que ela diz a respeito dele (Is 55:11). Meditar nela dia e de noite (Sl 1:2) e confiar que Deus cumprirá sua Palavra em nossa vida, na vida de nosso cônjuge e em nosso casamento.

Compartilhar

Faça um comentário!

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.
Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.243.13.30) para se identificar     


3 comentário(s)

  • mauricio mailto

    Ter 17 Abr 2012 03:39

    mmammmaa

  • jair mailto

    Sex 23 Mar 2012 00:57

    quando copiar um texto de alguem favor ter a dignidade de colocar o nome do author. esse texto e da aula da semana 6 do curso de casados para sempre.

  • Arlene Moura

    Sex 02 Mar 2012 18:27

    Louvado seja DEUS, pela sua palavra que da vida, restaura, transforma, feliz estou com meu DEUS, fiz um curso para casais onde aprende na palavra viver por fé e não por vista no meu casamento. que este estudo continue ajudando outras pessoas!!!!!!!!!!!


Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para falandoseriotv

Precisa estar conectado para adicionar falandoseriotv para os seus amigos

 
Criar um blog